Quais as principais vantagens dos boletos com registro?


 2289-low quality.jpg

Todo bom gestor de Contas a Receber sabe que suas decisões são extremamente importantes para o bom andamento da empresa; e a seleção do melhor meio de cobrança para seus clientes não fica para trás. Neste quesito, o boleto bancário ganha destaque.

Principalmente para os varejistas online e empresas que trabalham com serviços recorrentes, nas quais o boleto bancário é o segundo meio de pagamento mais utilizado.

Segundo uma pesquisa feita pelo SEBRAE, em parceria com E-commerce Brasil, cerca de 75% dos consumidores preferem pagar por meio do boleto bancário por causa das baixas taxas.

E são justamente os lojistas virtuais que mais ofertam a opção de boletos bancários e que terão que arcar com os custos por boleto emitido. Sendo que a metade dos títulos não é pago e, portanto, não geram receita aos vendedores. Estas empresas precisam estar atentas às mudanças decorrentes do anúncio da Febraban (Federação Brasileira de Bancos) sobre o fim da utilização dos boletos sem registro.

Mas e você que sempre trabalhou com esse meio de pagamento sabe realmente o que vai mudar na sua rotina?

Fique tranquilo! O novo formato de cobrança trará algumas vantagens para você e sua empresa.

Benefícios do boleto com registro

Entre os pontos positivos da cobrança com registro está o aumento da segurança oferecida para todos os envolvidos. A nova modalidade ajuda a reduzir fraudes como o golpe de alteração do código de barras e desvio de pagamento para outra conta, que é responsável por causar sérios prejuízos aos bancos, comerciantes e consumidores.

Outra vantagem é a possibilidade de fazer a gestão da carteira, com o acompanhamento de quem pagou, o que pagou e quando efetuou o pagamento. Isso ocorre porque existe um registro bancário com dados como CPF ou CNPJ do pagador e do beneficiário, além de valor e data de vencimento. Essas mesmas informações passam a ser registradas no próprio boleto.

A cobrança com registro também proporciona uma melhor experiência com o DDA (Débito Direto Autorizado). Segundo a Febraban, todos os boletos passarão a ser elegíveis para essa modalidade de pagamento, que tem sua obrigatoriedade programada para ocorrer entre julho e dezembro de 2017.

Outra vantagem, não menos importante, que chega junto com os boletos registrados é a comodidade. Afinal, os boletos poderão ser pagos em toda a rede bancária, mesmo após o vencimento. E com isso, o consumidor não precisará mais fazer cálculos de juros e multa. O valor atualizado do boleto será feito automaticamente pelo sistema da Nova Plataforma de Cobrança, desenvolvida pela Febraban em conjunto com a rede bancária, com o objetivo de modernizar o sistema de boletos.

Entenda as principais diferenças entre os dois tipos de boletos

Boletos com registro

Boletos sem registro

Para cancelamento ou alterações das informações (como a data de vencimento) é necessário envio de arquivo de remessa ao banco.

Qualquer alteração e até o cancelamento podem ser realizados sem o conhecimento da instituição bancária.

Podem ser cobradas pelos bancos tarifas sobre as operações de registro, alteração ou cancelamento do boleto.

Normalmente o banco cobra tarifa apenas quando há o pagamento na rede bancária. Se o boleto não é pago, a empresa beneficiária não paga taxa para o banco.

O próprio banco pode imprimir e entregar o boleto ao pagador (cliente).

A impressão e entrega do boleto é responsabilidade do beneficiário (empresa.

Pode ser utilizado com DDA (Débito Direto Autorizado).

Não pode ser colocado em débito automático.

Podem ser protestados em cartório, desde que esteja associado a duplicata mercantil ou de serviço.

Não podem ser protestados, mesmo em caso de não pagamento.

 

Conheça a Accesstage - uma parceira confiável que pode te ajudar na migração dos boletos.

Quero mais informações sobre soluções financeiras

Preencha o formulário que nós entraremos em contato.

Inscreva-se na newsletter

Informações sobre o mundo da conectividade financeira