Você já sabe o que é o PIX e as facilidades que essa nova tecnologia traz para o cotidiano das pessoas, certo? Mas, e para as empresas? E para a pessoa jurídica que deseja fazer o uso dessa ferramenta de transferência de valores?

O PIX é uma tecnologia que permite transações instantâneas entre diferentes bancos de forma prática e sem custo de tarifa.

Para as pessoas físicas, essa é realmente a realidade do PIX, pois, tudo o que se precisa para fazer a transação é de um celular com acesso à internet, o cadastramento da chave e pronto. Já é possível enviar e receber dinheiro de forma rápida e facilitada, mas e para as empresas?

Já estamos no 4º mês de lançamento do PIX, e segundo o Banco Central, já são mais de 159 milhões de chaves cadastradas e mais de 286 milhões de transações que foram feitas em 2021.

Ou seja, muitas pessoas já estão fazendo a adesão dessa nova ferramenta, mas entre as empresas essa ainda não é a realidade. Inclusive, a não adesão total das empresas faz com que a transação por TED ainda se mantenha em primeiro lugar.

Apesar do grande saldo de envios e recebimentos de valores que foram feitas através do PIX, o TED ainda continua na liderança, isso porque as empresas que são as responsáveis por transferências de valores mais altos, ainda estão preferindo usar o TED como recurso de movimentação das finanças por medo de cobranças e por falta de informações sobre a realidade do PIX para as contas jurídicas.

Essa realidade se mostra nos dados que foram divulgados pelo Banco Central, onde em janeiro, apenas 2,5% das transferências via PIX foram feitas de empresa para empresa. Assim como, somente 8,3% das pessoas usaram a tecnologia para transferir dinheiro para empresas e nas transações de empresas para empresas (B2B), a parcela foi de 7,2%.

Com esses dados é possível ver que, apesar da grande promessa de facilidade do PIX, muitas empresas ainda não fazem parte da parcela de usuários da nova tecnologia de transações bancárias.

PIX: Baixe e-book

Como funciona o PIX para empresas?

As funções do que é o PIX e como ele funciona é igual para as pessoas físicas e jurídicas, mas ainda existem dúvidas por parte das organizações.

Para as empresas é possível fazer o cadastro de até 20 chaves para receber e enviar o dinheiro, mas existe um porém aqui.

As empresas não conseguem usar a mesma chave em bancos diferentes, ou seja, se uma empresa usar como chave principal o seu CNPJ em um banco X ela não poderá cadastrar essa mesma chave em outro banco.

Esse cadastramento para o Pix e o uso dessa opção de transação não é obrigatória, mas se a sua empresa optar por adotar essa tecnologia, é interessante poder contar com soluções como a da Accesstage para ter suporte e orientação correta na implantação.

Em um comparativo entre as transações com PIX para pessoas físicas e jurídicas está, além da quantidade de chaves cadastradas, também a questão do custo.

Para a pessoa física, não existe a cobrança de tarifa a cada recebimento ou envio de dinheiro, mas para as empresas o cenário é diferente.

O PIX para as empresas pode ter um custo, mesmo que baixo, mas sim, pode existir a cobrança por transferências recebidas.

O Banco Central deliberou que as próprias instituições financeiras decidam por colocar o valor dessa taxa, portanto, ao considerar o uso do PIX nas transações da empresa, é aconselhado que se veja as condições de cada instituição.

A realidade do PIX para as empresas

O PIX nasceu com a ideia de facilitar e agilizar as transações bancárias, mas para as empresas o cenário exige cautela, atenção e pesquisa.

Além das integrações com diversas tecnologias e plataformas, ainda existe a cautela de escolher parceiros financeiros que não gerem um custo desnecessário.

Outro ponto a se considerar é o cadastro e o uso dessa tecnologia, pois, para a função PIX não existe a função de estorno, e sabendo que no cenário empresarial os valores de transações costumam ser bem maiores a necessidade de atenção se redobra aqui.

Então, além dessas observações, as organizações também precisam voltar aos seus processos já estabelecidos para entender se a sua solução atende e entrega suporte para a integração com o PIX.

Entre as soluções de otimização e de automatização de processos que a Accesstage trabalha, está também a ferramenta que dá suporte para essa integração do PIX, inclusive, para a implementação do PIX internacional, que está previsto para ser disponibilizado em alguns anos.

Com as soluções Accesstage, as empresas conseguem usar a função do PIX que permite internacionalizar operações. Algumas soluções de integrações que facilitam e desburocratiza todo esse processo são:

EDI

EDI é a solução de troca de dados que beneficia a empresa na integração dos serviços financeiros.

Essa solução vai permitir a sua empresa a fazer um grande envio de dados e informação de forma segura e em uma única transação.

API

API é a Interface de Programação de Aplicação que vai oferecer para a sua empresa a possibilidade de fazer a integração entre dois sistemas de forma robusta e estável.

Entre as vantagens dessa ferramenta, está a possibilidade de automatizar não só os processos internos e a gestão financeira, como também a personalização dos serviços e das parcerias com fornecedores e afins.

Open Banking

A solução de open banking da Accesstage faz parte da nova tecnologia que está revolucionando o mercado financeiro, pois através desse sistema é possível que empresas façam a troca de dados de seus clientes de forma lícita e com a autorização explícita.

Antecipação de Cartões para Financiadores

Outra solução de integração que também faz grande diferença na gestão financeira e no fluxo empresarial é a tecnologia que viabiliza a antecipação de recebíveis de cartões de crédito.

Desde novembro do ano passado, o cenário da antecipação ganhou novas características, mas para as empresas fazerem parte desse novo cenário será necessário o uso de uma tecnologia de integração com a registradora oficial dos pagamentos com cartões e a Accesstage tem essa solução.

Essas são apenas algumas das soluções que a sua empresa pode testar para não só otimizar os processos, facilitar a gestão e ter ferramentas de integração para uso do PIX com segurança, mas também para ter base para as tomadas de decisão.

Agende uma reunião com nossos consultores técnicos e experimente as soluções Accesstage para otimizar a gestão financeira da sua empresa.

Nova call to action

 

Comentários do post Como funciona o PIX para empresas?

Posts Recentes no Blog Accesstage