Vazamento de dados financeiros: sua empresa está protegida?


 protecao_edi.png

No ano de 2013, o caso Snowden, que divulgou informações sigilosas do governo americano, trouxe para a discussão pública temas como proteção de dados, vazamento de informações e privacidade. A invasão dos servidores da Sony e o roubo massivo de dados da rede de varejo americana TJX são outros exemplos que deixam todos que usam a rede para fazer suas transações de “cabelo em pé”.

Se lançarmos um olhar sobre as transações financeiras das empresas então, nem se fala!  Ao contratar uma solução que transporte os dados de pagamento e financeiros - os mais sensíveis da empresa - é preciso que a tecnologia comprove e garanta a segurança desse sistema. Ninguém quer ter seus números expostos ou, pior, dinheiro fora do lugar.

Quando a gestão é manual, além de menos produtivo e mais suscetível a erros, o risco de ter dados alterados ou expostos é maior. Uma pesquisa on-line realizada com 102 decisores de TI (Tecnologia da Informação) no primeiro trimestre de 2015 aponta que 69% dos entrevistados classificaram suas organizações como um pouco ou mais vulneráveis a ameaças internas.

Quando se fala em segurança bancária e garantias para o sistema financeiro, bancos e operadoras de cartão de crédito buscam criar normas para garantir boas práticas no uso, manuseio e armazenagem de dados relacionados a esse dispositivo.

As redes estão sujeitas a ameaças como infecção por vírus e ataques Denial of Service contra as redes e sistemas, por exemplo, já que a popularização da Internet e o avanço tecnológico aumentam a complexidade e o alcance desses ataques.

Para minimização dos riscos quanto a invasões e roubo de informações políticas de de segurança de rede, como criptografia, certificação digital, cifra e firewall, são utilizadas pelos principais fornecedores de tecnologia.

Além disso, esses fornecedores também buscam formar suas equipes nas prátias mais atualizadas  com cerificações específicas para a área de segurança, como CISM (Certified Information Security Manager) e CISSP (Certified Information Systems Security Professional).

Na busca dessa segurança financeira, indispensável também é a certificação PCI-DSS (Payment Card Industry - Data Security Standard), um protocolo a ser seguido para garantir a segurança das transações e impedir o vazamento de dados financeiros. Fornecedores de conectividade financeira que trabalham com essa certificação demonstram a preocupação com a proteção das transações financeiras de seus clientes.

Por isso, você deve ficar muito atento para garantir que a plataforma e o seu fornecedor de conectividade financeira empresa siga esses padrões e dê essas garantias a sua empresa. Só assim é possível evitar o vazamento de dados, aumentar a segurança financeira do seu negócio e ainda contar com toda a facilidade e produtividade trazidas pela tecnologia aplicada ao sistema financeiro bancário.

 Conciliação de vendas com cartões: automatize e otimize

Quero mais informações sobre soluções financeiras

Preencha o formulário que nós entraremos em contato.

Inscreva-se na newsletter

Informações sobre o mundo da conectividade financeira