O que é melhor? Receber via boleto ou cartões?


Boleto ou cartões: qual o melhor meio de pagamento?

 Toda sua rotina é baseada em escolhas, seja na vida pessoal ou na profissional. Como gestor financeiro, você também se depara com escolhas relacionadas às melhores alternativas para organizar a área de finanças da sua empresa e aumentar sua eficiência. Nesse sentido, a cobrança é um processo muito, muito importante, e a seleção do melhor meio de cobrança dos clientes é uma dessas escolhas que você precisa fazer.

Com previsões pouco favoráveis para a economia nacional, como contração de 2,95% no Produto Interno Bruto (PIB) e inflação de 6,87% para 2016, acertar nessa escolha passa a ser fundamental para garantir maiores resultados com menores custos.

Uma das opções muito utilizadas é o pagamento via cartão, e essa pode até parecer uma escolha bastante óbvia. Mas é importante ter cautela e fazer uma avaliação bastante criteriosa dos custos variáveis envolvidos, isso porque, na venda com cartões, cada uma das entidades envolvidas no processo tem direito a uma parcela do valor da transação.

Entenda melhor:

- Todas as bandeiras ou adquirentes com os quais sua empresa trabalhar irão reter a chamada “tarifa de acesso”; 
- Os bancos, por sua vez, irão cobrar a “tarifa de intercâmbio”, um percentual fixo sobre o valor da venda;
- Há também o credenciador, que recebe tanto pelo aluguel da maquininha quanto um percentual (“tarifa de desconto”) também aplicado sobre o valor da venda.

Todas essas tarifas aplicadas às vendas com grande valor agregado, por exemplo, tornam os custos com esses intermediários muito grandes, comprometendo boa parte da margem dos negócios. Para as pequenas empresas o impacto também é grande, e pode inclusive comprometer seu lucro.

Por isso, neste momento de dificuldade econômica, todo cuidado é pouco, e o meio de pagamento por boleto, mesmo parcelado, ganha muita força.

Baixe o guia e saiba como automatizar a gestão de boletos

 

Veja esta comparação:

Produto

Valor

Venda no cartão

Venda no boleto

Refrigerador

R$ 4.000,00

Tarifas envolvidas (média de 6% do valor): R$ 250,00

Custo em 12 vezes (custo médio de R$ 5,00 por boleto): R$ 60,00

Valor final da empresa:

R$ 3.750,00

R$ 3.940,00

Utilizar boletos eletrônicos, além de ter um custo menor, também traz rastreabilidade e proximidade com seu cliente final. Além disso, o boleto on-line é uma ótima alternativa de negociação com os bancos porque dispensa custos de impressão e envio, otimizando e automatizando a gestão da carteira de cobrança.

É hora de analisar com cuidado a margem dos negócios para escolher o melhor meio de cobrança para sua empresa. Só assim será possível manter os resultados, mesmo em tempos de crise.

Como otimizar a gestão de vendas e financeira com cartões

Quero mais informações sobre soluções financeiras

Preencha o formulário que nós entraremos em contato.

Inscreva-se na newsletter

Informações sobre o mundo da conectividade financeira